Comportamento de Riscos

LENAD_2

Esse estudo procura investigar o engajamento de adolescentes e jovens adultos em comportamentos de risco, tais como uso de psicotrópicos, serem sujeitos ou objetos de violência urbana, falta de cuidado nas relações sexuais, além de problemas com saúde física e mental. Tais comportamentos muitas vezes são interligados e sinérgicos, e podem ter um impacto irreversível na formação da personalidade e no desenvolvimento geral do indivíduo. O Brasil é um país jovem, com 20% da sua população com idade entre 15 e 24 anos. O conhecimento aprofundado do perfil da população nesta faixa etária e o dimensionamento do seu envolvimento em comportamentos de risco pode promover abordagens mais específicas de intervenção e tratamento.