Resultados Parciais

LENAD_2

No Brasil 7% da população adulta já experimentou maconha na vida, representando 8 milhões de pessoas. Para avaliar uso frequente consideramos o uso no último ano, e neste quesito se enquadram 3% da população adulta, que equivale a mais de 3 milhões de pessoas.

Quanto ao uso na adolescência, o estudo mostra que quase 600 mil adolescentes (4% da população) já usou maconha pelo menos uma vez na vida, enquanto a taxa de uso no último ano foi idêntica a dos adultos (3% equivalente a mais de 470 mil adolescentes).

Cabe salientar que mais da metade dos usuários, tanto adultos quanto adolescentes consomem maconha diariamente (1.5 milhões de pessoas).

Pizza2Embora nossos estudos tenham investigado as taxas de uso de maconha tanto em 2006 quanto em 2012, temos que avaliar com cuidado possíveis mudanças nas taxas de uso uma vez que alteramos o método de entrevista tornando-o mais rigoroso. No primeiro levantamento era perguntado diretamente ao entrevistado sobre o uso. Já no segundo levantamento era fornecido uma folha de resposta confidencial e o entrevistado colocava numa pasta confidencial. Desta forma, o aumento de 2% para 3% entre os anos 2006 e 2012 pode ter sido causado pela mudança no método utilizado.

Por outro lado, quando avaliamos a proporção entre usuários adultos e adolescentes o nosso estudo mostrou um aumento de usuários adolescentes entre  2006 e 2012. Ou seja, em 2006, existia menos de 1 adolescente para cada adulto usuário de maconha; enquanto em 2012 encontramos 1.4 adolescentes para cada adulto usuário

 

MaconhaBR

 

 

 

MaconhaGenero

Maconha REG

A idade de experimentação é um indicador importante pois está associada com o desenvolvimento de dependência bem como com o abuso de outras substâncias. Mais de 60% dos usuários de maconha experimentaram a droga pela primeira vez antes dos 18 anos de idade.

IdadeCannabis

Dependência de maconha existe e é bastante comum entre usuários. Dados provenientes de várias partes do mundo mostram que cerca de um terço dos usuários apresentam dependência;  dado que foi confirmado em nosso levantamento. Mais de um terço dos usuários adultos foram identificados como dependentes no nosso estudo. Na adolescência os índices de dependência  alcançam 10% entre usuários.

 

MaconhaDQ

A identificação de dependência de maconha usada pelo estudo não leva em consideração a quantidade ou freqüência de uso da droga, mas sim aspectos comportamentais comuns da dependência. São avaliados: 1) Ansiedade e preocupação por não ter a droga, 2) Sensação de perda de controle sobre o uso, 3) Preocupação com o próprio uso 4) Ter tentado parar 5) Achar difícil ficar sem a droga.

Além disso, também foi detectado que um terço dos adultos usuários já tentaram parar e não conseguiram, enquanto 27% já apresentaram sintomas de abstinência ao tentar parar.

 

Dep_Maconha

 

 

O Brasil não está entre os países com maiores índices de uso de maconha no mundo. Encontramos desde 2% de uso no último ano na Ásia, em torno de 5% na Europa, e de até de 10% nos Estados Unidos; enquanto os nossos dados para 2012 mostram que o índice é de 3% no Brasil.

As Nações Unidas consideram que os dados oficiais da América Latina possam estar subestimados, uma vez que o volume de maconha apreendido no Brasil está entre os maiores do mundo e o país não é um grande fornecedor de nenhuma região. Embora a percentagem possa parecer pequena o número de usuários é significativo com mais de 1.5 milhões de pessoas consumindo maconha diariamente.

Embora a quantidade de usuários relatados no Brasil seja relativamente pequena, a percentagem de dependentes de maconha entre usuários é a mesma encontrada em paises com maior prevalência de uso.

Highlights:

  • 1 em cada 10 homens adultos já experimentou maconha na vida
  • Dentre os usuários, os homens usam 3 vezes mais que as mulheres
  • Mais de 1% da população masculina brasileira é dependente de maconha
  • Quase 40% dos adultos usuários de maconha são dependentes
  • 1 em cada 10 adolescentes que usa maconha é dependente
  • Mais da metade dos usuários experimentaram pela primeira vez antes dos 18 anos
  • 17% dos adolescentes que usaram no último ano conseguiram maconha na ESCOLA
  • 75% da população não concordam com a legalização da maconha